2.11.15

- ai saudade.








saudade. transborda o meu peito um sentimento imenso de saudade, que teima em não me dar sossego e a viver na ânsia de encontrar o que já tive e mais não é meu. saudade. essa palavra que só nós temos e não tem uma definição. como explico a alguém que me arde a alma ... como demonstro a falta que algo faz na minha vida. saudade tenho eu dos longos passeios ao fim de tarde. saudade tenho eu quando falo na cidade do coração, da independência e da aventura que vivi. saudade de adormecer a ver o lago, pela pequena janela que acompanhava o meu quarto. saudade de ter os dias preenchidos sempre com algo novo. saudade de ser eu mesma a toda a hora. saudade porque não me deixas respirar fundo - e aproveitar o agora. 




Sem comentários: