30.11.12

dos receios.





Há sonhos que vão estar sempre longe.



Sem comentários: