8.11.12

Desabafo*






Hoje tenho demasiadas coisas na cabeça, hoje particularmente não consigo parar de pensar.  Custa-me passar tanto tempo sozinha, custa-me jantar sozinha todos os dias, acordar sozinha, só queria (...) , o facto das horas demorarem a passar, apesar da falta de tempo durante o dia,  à noite as coisas são diferentes e hoje vieram as mesmas perguntas, as perguntas de quem não percebe o porquê, as perguntas de quem acha estranho esta situação. Este futuro incerto, este momento de fraqueza em que começo assimilar que o futuro é já amanhã, e que mais tarde ou mais cedo vou ter de lidar com isso. Pergunto-me, que posso eu fazer para mudar esta situação? Não posso obrigar as pessoas. Não posso mudar o presente condicionando tudo e todos. Não posso esquecer a realidade, os esforços, o tempo a passar, a pressão. Não posso. Não posso pensar. Não. 


(isto foi apenas um desabafo de um dia longo, de uma história sem nexo e de precisar de um pouco mais, um pouco mais).


1 comentário:

Palco do tempo disse...

que esse mais chegue depressa